Deputados federais da região noroeste é decepção no congresso



Na avaliação do site www.políticos.org.br os parlamentares eleitos no último pleito para o congresso nacional de Maringá, eleitos no ano passado, o Sargentos Gilson Cardoso Fahur(PSC) é o mais bem possicionado até o momento, aparece na colocação geral no 147º e o 6º no estado do Paraná. O militar aposentado e deputado federal obteve a nota 3,5 sendo a máxima 5.

Ele participou de todas as as sesoes e não foi apontada nenhuma falta nas sessões do congresso nacional. O mandato teve um custo na cota parlamentar de R$ 13.229,23 até o dia 15 de abril de 2019.

O deputado federal maringaense que ficou em segundo lugar na avaliação foi Luiz Nishimori, No ranking nacional, ele aparece na colocação de 461º , no estado é o 26º.

Na legislatura passada, ele presidiu a comissão da PEC do veneno, como ficou conhecida em todo o Brasil. No ano passado, um grupo de maringaenses discutiu a PEC num seminário e foi emitido um documento que seria entregue ao parlamentar em mãos, ao tentar entregar a resolução, o cidadão foi agredido por um dos seus assessores.

De cota parlamentar, o deputado federal Lui Nishimori, já gastou R$ 40.068,93.

O parlamentar responde na justiça pelos crimes de estelionato mojarado, formação de quadrilha e crimes contra a fé pública. A informação do judiciário é que o parlamentar teria participação em um esquema de nomeação de funcionários “fantasmas”na Assembléia Legislativa do Paraná. O processo segue em segredo de justiça.

Consulta do processo de Nishimori 3508 - STF 

Em terceiro lugar, aparece o deputado federal Ênio Verri(PT) com uma pontução de 2,6. Frequentador assíduo no congresso nacional e não faltou a sessões. No âmbito geral ocupa a 567º entre os deputados federais e no estado é o 32º.

Verri responde a dois processos na 2ª vara da Fazenda Pública em Maringá; uma delas é por ter acumulado dois cargos públicos, um na Universidade Estadual de Maringá e outro na prefeitura municipal.  Ele já fez uso de verba indenizatória no valor de R$ 59.000,97.

O deputado federal, Ricardo Barros(PP) aparece em quarto lugar, com nota 1 no geral, ocupa a 453º posição entre os parlamentares federais e no estado do Paraná é 25º. Ex-prefeito de Maringá, marido da ex-governadora Cida Borgjetti e pai da deputada Estadual Maria Vitória.

Ele é réu em ação movida pelo Ministério Publico do Paraná. O parlamentar é investigado por dano ao erário. Já gastou em verbas indenizatórias o valor de R$ 52.354,94.

About Agência de Noticia News

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários :

Postar um comentário