Ex-prefeito Silvio Barros poderá ficar fora da próxima eleição a prefeitura

Barros esta em viagem à China e ainda não foi intimado da decisão | Ivan Amorin/Gazeta do Povo


O ex-prefeito de Maringá, Silvio Barros(PP) figura entre as figuras brasileiras, que vão estar com os direitos políticos cassados até a próxima eleição. Não adianta os aliados da família Barros tentar ressuscita-lo em postagens nas redes sociais, com frases sugestivas como; Volta Silvio e tentar de todas as formas caluniar e sujar a imagem do atual prefeito, Ulisses Maia(PDT) quem esta sendo expulso de uma futura disputa é o ex-prefeito e não o atual.

Ele já foi condenado na maioria dos processos em primeira instância e no dia 30 de abril, às 13h30, o ex-prefeito de Maringá, Silvio Barros e um grupo de notáveis, que perante a sociedade maringaense é vista como pessoas acima de qualquer suspeita, vão estar no banco do réus, foram solidários nos atos praticados pela administração do grupo liderados pelos Barros.O despacho, também informa que na mesma sessão serão julgados os processos adiados ou constantes de pautas publicadas.

A principal pauta vai tratar da responsabilidade por ato de improbidade administrativa, com pedido de liminar de indisponibilidade de bens, proposta pelo Ministério Público.

O autor da denúncia relata que, por meio do inquérito civil, foi possível constatar irregularidades em convênio firmado pelo município de Maringá com o Ministério do Turismo em 06 de maio de 2010.

“ Na época, Silvio Barros, investido do cargo, firmou acordo com o Ministério do Turismo, com a finalidade de incentivar o turismo, por meio do apoio à realização da 38ª EXPOINGÁ.”, afirma o Ministério Publico do Paraná.

Com o acordo os organizadores teriam que receber R$200.000,00; sendo R$ 180.000,00 do Ministério do Turismo e R$ 20.000,00 de contra partida, da prefeitura de Maringá. Do valor, a prefeitura utilizou R$ 139.438,16, além da contrapartida de R$ 20.000,00, restituindo ao Ministério do turismo o valor de R$ 40.561,84.

O que fez com que o Ministério Publico Estadual representasse contra a prefeitura de Maringá e o ex-prefeito Silvio Barros, foi a omissão em que a Sociedade Rural de Maringá figurava como a responsável pela promoção da 38ªExpoingá e não a prefeitura. Outro erro, foi omitir que o dinheiro liberado seria para quitar um show em comemoração ao aniversário da cidade canção, cuja a data é o de 10 de maio.


Ao final da Expoingá, o Ministério do Turismo reprovou a prestação de contas feita pelo município, com o argumento de que os eventos apoiados seriam aqueles geradores de fluxo turístico e não para a realização de evento para comemorar o aniversário da cidade, a pratica é vedada no Ministério do Turismo.

Acompanhe a denuncia que Silvio Barros responde no judiciário. Aqui


Compartilhar por Whatsapp

About Agência de Noticia News

Júlio Take, nasceu em Maringá-Paraná em 1967. Teve a primeira experiência profissinal em 1986, no O Jornal de Maringá. após essa primeira experiencia, trabalhou um tempo em Cascavel e Foz do Iguaçu. Após alguns anos militando na imprensa da região oeste do estado do Paraná, foi convidado a integrar a equipe da Agência de Notícias News.

0 comentários :

Postar um comentário