Ex-governador do Paraná, Beto Richa é preso



O ex-governador do Paraná Beto Richa (PSDB) foi preso em casa, em Curitiba, por volta das 7h desta sexta-feira (25), de acordo com a Justiça Federal. A investigação que originou o mandado de prisão apura supostos crimes na concessão de rodovias do estado. Esta é a segunda vez que Beto Richa foi preso.

A prisão é preventiva, ou seja, por tempo indeterminado e dessa vez, não há prazo para ser libertado. Dirceu Pupo Ferreira, contador de Fernanda Richa, também está com a prisão preventiva e segundo uma fonte, ele já foi localizado e já esta a disposição da  justiça.

"Carlos Alberto Richa [Beto Richa] e Dirceu Pupo Ferreira haviam atuado de forma deliberada para influenciar o conteúdo dos depoimentos de testemunhas envolvendo o esquema de corrupção e lavagem de dinheiro", diz um trecho da decisão judicial que autorizou as prisões.

As prisões foram decretadas pelo juiz Paulo Sérgio Ribeiro, da 23ª Vara Federal de Curitiba. 

O pedido foi feito pelo Ministério Público Federal (MPF) em um desdobramento da Operação Integração – que foi uma fase da Lava Jato, que investigou a concessão de rodovias no Paraná.

Beto Richa e o contador Dirceu Pupo Ferreira foram presos por policiais federais. Os dois foram levados para a Superintendência da Polícia Federal (PF), em Curitiba.

O ex-governador é investigado pelos crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e associação criminosa.

Preso no ano passado

No ano passado, Beto Richa foi preso pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), na capital do estado.

No dia 11 de setembro, ele foi alvo de duas operações: uma realizada pelo Ministério Público do Paraná (MP-PR), pela qual foi preso, e outra da Polícia Federal (PF), em uma etapa da Lava Jato, em que foi alvo de busca e apreensão.

About Agência de Noticia News

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários :

Postar um comentário