Artesãos garantem produtos variados, originais, com talento e história


Logo na entrada do Pavilhão de Artesanato, instalado na praça da prefeitura de Maringá, está um dos artesãos mais antigos da cidade, José Carlos Gonçalves, conhecido como José Hipp, 52 anos. Ele trabalha com artesanato desde os 12 anos e, para ele, o espaço do Pavilhão é uma oportunidade de mostrar seu talento artístico e a experiência histórica no ramo. 

“Nossos produtos são 100% artesanais, feitos todos à mão. Quem visitar a barraca terá a certeza que é uma arte original”, afirmou,explicando alguns processos característicos do artesanato local, dificilmente encontrado em outras regiões da forma como é realizado no município.

Somente na barraca dele são mais de 30 mil peças, com variedade em preços e produtos, entre correntes, anéis, pulseiras e lembrancinhas. O amor dele pela arte também é visto na filha, Iana Gonçalves, 25 anos. “Olha, minha filha e eu temos que ficar produzindo novas peças sempre para dar conta das demandas. Tenho vendido muito bem”, reconheceu.

Mais à frente, está a barraca “Lembrancinhas de Maringá”, visitada por diversos turistas nacionais e internacionais. “Aqui já veio gente de Brasília, Rio Grande do Sul, Alemanha e Canadá. Temos lembrancinhas até escritas em inglês”, lembrou Bernadete Fuverki Hey, 56 anos. Artesã há 20 anos, ela diz que nunca houve tanta valorização ao trabalho dos artesãos da cidade. “Esse dois anos, dessa gestão, estão fantásticos, estamos todos bem contentes”, agradeceu.

Além dela, Luiz Vitoriano Netto, 53 anos, de outra barraca também agradeceu a preocupação da prefeitura em relação à categoria dos artesãos. “Não tenho nem palavras, é a primeira vez que olham com esse olhar para a gente”, apontou, enquanto produzia uma corrente para compor o estoque de peças.

O Pavilhão reúne cerca de 200 artesãos, das 14 às 23 horas, de segunda a sexta, num ambiente de 1,3 mil metros quadrados, climatizado e confortável. Todas as barracas são filiadas às associações maringaenses. Aos sábados, domingos e feriados o horário é das 10 às 23 horas.

Peculiaridade
Quem procura produtos peculiares, especialmente infantis, basta procurar a barraca de bonecas artesanais. A artesã Vanda Moreira da Silva produz bonecos há 4 anos. Cada detalhe aproxima os brinquedos de verdadeiras crianças recém-nascidas, como os cabelos implantados fio a fio, a pintura de pele, sobrancelha e o desenho de veias, por exemplo.

O trabalho demora de 30 a 40 dias para ficar pronto. O preço varia de R$ 1 mil a 1,5 mil. “Esse valor é bem mais barato comparado aos outros locais que vendem a partir de R$ 2,5 mil”, citou
Vanda.

Com 19 dias de venda, ela conseguiu vender seis bonecas e já tem 14 prontas para venda. “O público fica encantado com os detalhes, gostam bastante, são bem feitinha”, disse.

Venda
De maneira geral, todas as barracas têm superado as expectativas de vendas. O horário de funcionamento precisou mudar para dar mais tempo aos artesãos para a produção, devido a grande demanda.

“Nunca se vendeu tanto quanto agora. Qualquer um pode comprar, tem vários preços e opções. Sem contar que há peças para a família toda, desde crianças a idosos. Estamos buscando aperfeiçoar cada vez o artesanato, com cursos de qualificação” mencionou o diretor de Turismo da Secretaria de Inovação e Desenvolvimento Econômico, Amarildo Torres. Os cursos são realizados em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).
Share on Google Plus

About Agência de Noticia News

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários :

Postar um comentário