Flim segue até domingo, 25, celebrando a literatura e diversidade cultural



O auditório Sertões ficou lotado para abertura da 5ª edição da Festa Literária Internacional de Maringá (Flim), realizada na noite de ontem, 22, no estacionamento do Estádio Willie Davids. “Eles passarão e eu passarinho” - trecho do poema de Mário Quitanacitado pelo secretário municipal de Cultura, Miguel Fernandes, que falou da emoção da realização da festa literária.

Trabalhamos meses em cada detalhe das estruturas da festa literária, para que pudéssemos ter sucesso. Baseado nas últimas pesquisas, infelizmente, o brasileiro tem lido cada vez menos, e muitos se quer compraram livros. Então, o nosso papel é deixar um legado de mudança e esperança para uma sociedade melhor. E, isso só haverá por meio da mudança da cultura, não há outro caminho”, disse Miguel.

O curador da Flim 2018, Rogério Pereira, ressaltou que é imprescindível Maringá ter uma festa literária. “Nós não estamos fazendo apenas uma festa literária em Maringá, estamos criando uma oportunidade. A festa literária não é somente um encontro para leitores ou para a compra de um livro, ainda mais em uma cidade como Maringá. Aqui é possível conquistar o que nós sempre lutamos: formar leitores, reforçando a importância da nossa cidadania, liberdade e democracia, por meio da literatura”, finalizou.

Nós queremos que esta festa seja cade vez melhor, e uma das mudanças que achei fundamental foi a distribuição dos vales livros para crianças da rede municipal de ensino. Isso vai proporcionar a visita dos pequenos na Flim para escolherem o livro que mais chamar atenção. Se o objetivo é formar leitores, começamos por essa ação, dando oportunidade para o publico infantil. A mudança parece não ser simples, mas é fundamental para Maringá”, destacou a presidente da Academia de Letras de Maringá, Majô Baptistone.

Na sequência, foi realizado um mega bate-papo com o músico, escritor, e guitarrista do Titãs, Tony Belotto. A mediação foi feita pelo jornalista Victor Simião. Com estrutura de quase 3 mil metros quadrados, a Flim é uma realização da Prefeitura de Maringá, por meio da Secretaria de Cultura (Semuc)que visa ampliar a formação intelectual e cultural do maringaense. O evento segue até domingo, 25, com a presença de 27 expositores com a comercialização de livros por e editoras e livrarias, e 50 autores regionais, nacionais e internacionais.

Também estiveram presentes no evento os vereadores Carlos Mariucci e Onivaldo Barris, o presidente do Conselho Municipal de Políticas Culturais, Thiago Valenciano, a presidente da Academia de Letras de Maringá, Majô Baptistone, o presidente da União de Jornalistas e Escritores de Maringá (Unijore), Joel Cardoso, a secretária de Educação, Valkíria Trindade, a vice-presidente do Provopar, Mariam Scabora, a assistente de chefia do Núcleo Regional de Educação de Maringá, Maria Solange Paraca e convidados.

Hoje, 22, a Flim segue com diversas ações, além do show, gratuito, de Arnaldo Antunes,um dos grandes nomes do rock nacional e ex-integrante do grupo Titãs. A programação completa está no site: festaliterariademaringa.com.br.
Share on Google Plus

About Agência de Noticia News

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários :

Postar um comentário