Maringá - Brigas marcam a reta final da campanha



No início do final de semana, no setor da política em Maringá, duas candidaturas se envolveram em confusão por conta dos destemperos de seus assessores.

Na sexta-feira à tarde, Adevanil Generoso, um senhor de 65 anos, foi agredido covardemente quando tentava entregar um manifesto que condenava o aumento do veneno na produção agrícola, no comitê de campanha do deputado federal e candidato à reeleição Luiz Nishimori.

No mesmo dia, foi a vez de um cabo eleitoral do candidato do Partido Verde, Pastor Sandro, que pertence a Igreja Batista Renovada a agredir uma senhora que aproveitando o movimento de final do culto, estava entregando um material, na frente do templo na avenida Mauá da candidata Michelle Duran(PV).

A violência nessa campanha eleitoral está assustando a todos e transformando a escolha de um deputado em ringue de vale tudo, onde quem é prejudicado é aquele que é o mais fraco. O processo democrático é violado a todo instante por aqueles que deveriam defende-los, causando desconforto ao cidadão de bem.

Democraticamente, é o dever de cada candidato a um cargo público defender o direito da população de se manifestar e dos candidatos de divulgar a sua campanha eleitoral e não agir com violência rasgando material de outras candidaturas.

No segundo episódio que aconteceu no final de semana em frente um templo. Os dois candidatos são da mesma sigla partidária, mas que estão na disputa por cargos diferentes; um a estadual e outro a federal, não deveriam se agredir e nem permitir tal ato.

Acompanhe o caso no facebook:


Share on Google Plus

About Agência de Noticia News

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

1 comentários :

  1. Luiz Nishimori. AJUDOU ATUAL GOVERNA A RETIRADA DOS DIREITOS TRABALHISTAS E OUTROS DIREITOS INDO CONTRA CONSTITUIÇÃO DE 88 SÓ TRABALHA PARA ELITE
    JÁ O DA IGREJA BATISTA RENOVADA O AMOR AO PRÓXIMA O SEGUNDO MAIOR MANDAMENTO DE DEUS, SENDO A SIM ELES JÁ NÃO RESPEITAM NÃO TEM AO MEU VER A MENOR MORAL PARA SE FALAR DE DEUS

    ResponderExcluir