Guarda Municipal, Justiça Eleitoral e Polícia Militar lançam “Operação Eleições”



Guarda Municipal, Fórum Eleitoral de Maringá e 4º Batalhão de Polícia Militar lançaram nesta sexta, 5, a “Operação Eleições”. Os órgãos unirão forças para combater crimes eleitorais e garantir a segurança de eleitores, servidores públicos e voluntários. São esperados 315 mil eleitores em 151 locais de votação.

O secretário de Segurança Pública, coronel Antônio Padilha, explica que a Guarda Municipal reforçará a atuação nas unidades de ensino municipais, apoiará a Justiça Eleitoral com um efetivo de 60 agentes e 12 viaturas e coibirá possíveis confrontos entre manifestantes.

As ações serão realizadas na véspera, durante e após o resultado das eleições. Unidades de ensino que requerem mais segurança, conforme orientação da Justiça Eleitoral, receberão uma atenção especial. Acompanharemos manifestações, a Secretaria de Mobilidade Urbana interditará vias e controlará o fluxo de trânsito, e a Secretaria de Serviços Públicos atuará na limpeza dos locais”, ressalta Padilha.

O juiz diretor do Fórum Eleitoral de Maringá, Frederico Mendes Júnior, explica que todas as 934 urnas estão prontas e serão despachadas neste sábado para os locais de votação. “Até o momento a situação é de tranquilidade, com poucas ocorrências de propaganda irregular. Esperamos que prossiga nos dias de votação”. O magistrado pediu cautela aos eleitores. “Observamos o acirramento de ânimos mas os eleitores devem saber que após as eleições a vida continua”.

O capitão da Polícia Militar, José Renato Mildemberger Júnior, ressaltou que antes da repressão as ações visam em um primeiro momento orientar a população. “O comando recebeu todas orientações da Justiça Eleitoral que são repassadas aos policiais para esse período”, lembrou.

As eleições serão realizadas no domingo, 7, entre as 8 e 17 horas, e nos locais em que houver segundo turno, no dia 28 de outubro. O voto é obrigatório para brasileiros entre 18 e 70 anos e facultativo para analfabetos e jovens entre 16 e 18 anos.

No dia da eleição é necessário levar um documento oficial com foto: carteira de identidade, passaporte, carteira de categoria profissional reconhecida por lei, certificado de reservista, carteira de trabalho, Documento Nacional de Identidade (DNI) ou carteira nacional de habilitação.

Share on Google Plus

About Agência de Noticia News

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários :

Postar um comentário