Terminal urbano : Obra segue dentro de cronograma e se prepara para receber estruturas metálicas

Resultado de imagem para terminal intermodal de maringá
Maquete do terminal intermodal.
O avanço nas obras do Terminal Intermodal de Maringá permite que a empresa Sial Construções Civis, responsável pela construção, complemente os preparativos para instalar nos próximos dias as estruturas metálicas previstas no projeto.

Conforme previsões da Secretaria Municipal de Obras Públicas (Semop), dentro de 20 a 30 dias a empresa catarinense Salver, vencedora da licitação para a fabricação de estruturas e coberturas metálicas, deverá enviar as primeiras peças da estrutura.

Entre as peças estarão componentes do mezanino, que concentra grande parte da obra. O espaço de 4 mil metros quadrados terá lojas, praça de alimentação e setores administrativos, interligando a área norte e sul do terminal ao transpor, com 7,5 metros de altura, as avenidas Tamandaré e Horácio Raccanello Filho.

Todas as fundações de 13 metros de profundidade e a construção de um dos acessos do mezanino já estão concluídos pela Sial, que também ficará responsável pela instalação elétrica, hidráulica e de outras obras civis do espaço.

As fundações receberão também as bases da cobertura metálica das plataformas de embarque.

A etapa de adequações no subsolo, pavimentação, implantação de calçadas e todas as etapas e instalações dentro da estrutura metálica devem ser concluídas até o final de 2018 ao custo de R$ 24 milhões.

A empresa Sial já concluiu também a construção das estruturas dos dois edifícios operacionais nos dois extremos da área do terminal. Um edifício será destinado à comercialização de passagens, sanitários públicos e no outro ficará a central de videomonitoramento para controle de frotas e outros serviços. A construtora aguarda o avanço das obras para realizar a parte de acabamento.

Também é aguardada autorização da Caixa Econômica Federal para liberação de recursos que viabilizarão a licitação para aquisição de material para a área envidraçada da obra.

Todas as obras civis projetadas para receber futuramente o Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) estão sendo finalizadas, como a estação ferroviária norte, que contará com escada rolante, elevadores e saguão de embarque e desembarque. Para execução das obras da estação norte foi necessária a escavação de aproximadamente 8 metros, executadas contenções e fundações, além de concretagem da lage onde será erguida a estrutura metálica.

Na estação ferroviária sul o avanço das obras ainda aguarda a realocação da rede de alta-tensão subterrânea da Copel.

As obras prosseguem dentro do cronograma, com custo total estimado em R$ 64 milhões e término previsto para o segundo semestre de 2019.

As obras em execução compõem o programa de Mobilidade Urbana, que inclui também a implantação do Corredor de Ônibus Norte-Sul. 

O projeto se estende do novo Terminal Urbano Central até a confluência da Avenida Colombo com a Avenida Morangueira – onde foram implantados oito pontos de embarque e desembarque de passageiros – e segue até sua conjugação com os Terminais de Integração construídos nas praças Emílio Farjado Espejo e Megumu Tanaka, na Avenida Kakogawa – e Praça Ouro Preto, que já está em operação na Avenida Morangueira.

Maringá tem atualmente 54 obras em andamento que somam, juntas, aproximadamente R$ 150 milhões de investimento. (CP/PMM)

Share on Google Plus

About Agência de Noticia News

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários :

Postar um comentário