Promotor do Gaeco pode ter matado esposa e se suicidado em seguida

Esta é a principal linha de investigação da delegacia de homicídios do
Rio de janeiro.
Delegacia de Homicídios (DH) do Rio de Janeiro trabalha com a hipótese de que o promotor Marcus Vinicius da Costa Moraes Leite, do Grupo de Atuação Especializada e Combate ao Crime Organizado (Gaeco), tenha matado a esposa e cometido suicídio em seguida.

Os corpos de ambos foram encontrados na casa do casal, na terça-feira (16), em prédio da Barra da Tijuca. O de Luciana Alves de Melo, que atuava no Ministério Público do Rio, tinha quatro tiros - o do promotor, um na boca.
"Estavam os dois corpos no chão da sala do apartamento. Tudo indica que foi crime passional seguido de suicídio. Não há nada que indique que o crime tenha ligação com a atividade dele", contou o promotor Homero das Neves, da DH.
Segundo ele, havia marcas de briga no apartamento, com objetos jogados no chão. O ar condicionado da sala estava ligado quando a empregada do casal chegou ao local e, perto de ambos, estava a arma usada no crime, de propriedade de Leite.
Segundo amigos, o casal tinha histórico de brigas por ciúmes.
Share on Google Plus

About Agência de Noticia News

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários :

Postar um comentário