Doutor Camargo – Prefeito tenta rasgar a constituição

O grupo liderado por Fatima Muniz Nocchi(PMDB) em Doutor Camargo ousou em derrubar o pedido de urgência, no que diz respeito de incluir a taxa de limpeza pública na fatura de água para a Sanepar fazer a cobrança, até o momento, essa taxa é lançada no IPTU.

Os vereadores oposicionistas não concordaram e fizeram coro imprimindo uma derrota ao chefe do executivo, dando um claro recado de que o legislativo é independente e que existe regras.
O projeto apresentado pelo executivo vai ter que seguir o tramite normal dentro da casa e antes de ir a plenário vai ter que passar pela comissão de constituição e justiça, onde vai ter que enfrentar vereadores oposicionistas para colocar o projeto em votação no plenário.

Os vereadores entenderão que um projeto de lei encaminhado pelo executivo, não deve ter tanta urgência, já que o mesmo não foi capaz de convencer a maioria.


Uma proposição para entrar como urgência é necessário a justificativa do executivo, conforme prevê o artigo 64 da Constituição Federal e não é rasgando a lei máxima do país que o prefeito de Doutor Camargo vai avançar.
Share on Google Plus

About Agência de Noticia News

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários :

Postar um comentário