Cantor sertanejo é condenado no TO após furtar R$ 16 mil em joias

Oito anos depois de furtar seis correntes de ouro avaliadas em R$ 16 mil, o cantor sertanejo Altemir Candido Barreira, mais conhecido como Dudu di Valença, foi condenado a dois anos de reclusão e pagamento de multa pelo crime, cometido em Gurupi, no Sul do Tocantins. A pena de prisão do artista, que ainda pode recorrer da decisão judicial, foi substituída por serviços comunitários.

Segundo informações do G1, Dudu di Valença teria cometido o mesmo crime em outros estados. No Tocantins, ele fingiu ser um bancário e chegou ao estabelecimento afirmando que queria comprar um presente para a esposa. Após uma distração da vendedora, o cantor teria colocado as joias no bolso. Ele foi reconhecido por testemunhas depois da prisão em outro estado.
"As três testemunhas reconheceram o acusado, por meio de reportagem televisiva, o qual foi preso, dias após os fatos, por prática de crime da mesma espécie no estado de São Paulo", afirmou a decisão da juíza Joana Augusta Elias da Silva, da 2ª vara criminal de Gurupi. Dudu terá que trabalhar uma hora por dia e depositar R$ 50 para uma entidade de assistência social durante um ano.
Share on Google Plus

About Agência de Noticia News

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários :

Postar um comentário