Acre - Assessor de deputado federal quer ganhar indenização processando indígena

segunda-feira, 13 de novembro de 2017
Parece que ameaçar lideranças populares com processos e tentar coagir as pessoas é o mal de assessores mal despreparados e de quem adentra a esfera do poder pela porta do fundo; sem nunca ter disputado uma indicação para um cargo público.

O índio acriano, Sebastião Haji Manchinery vem sofrendo pressão do assessor do deputado federal, Flaviano Mello(PMDB).

Parece que a ameaça de processar o líder indígena tem dois motivos, o primeiro é pelos atos administrativos de Sérgio Ricardo à frente da Secretária Especial da Saúde Indígena que foi afastado pela gestão fraudulenta e pelo resultado da investigação da polícia federal denominada ABACAXI, que culminou com a exoneração do cargo que ocupava.

Outro detalhe, é que estão tentando enfraquecer a liderança indígena que recentemente se filiou ao Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) para disputar uma cadeira no congresso nacional e naturalmente pode atrapalhar o deputado federal Flaviano Mello.

Sergio Ricardo, assessor de Flaviano Mello e Sheila Matos se uniram para ingressarem com uma ação de danos morais contra Saba Manchinery.

“ Não satisfeitos com os danos causados aos povos indígenas resolveram entrar na Justiça e processar uma liderança indígena pedindo indenização pois sentiram-se prejudicados pelos posicionamentos tomados pelos  povos indígenas.” – aponta ele.

Segundo Saba Machineri, Sérgio Ricardo acha normal discriminar, difamar, humilhar e achincalhar com palavras de baixo calão os povos indígenas.

Outro erro é que pensam que são dono da justiça e que um juiz que conhece os direitos do cidadão brasileiro vai ser contrário a verdade, dizendo que por onde passa e que os índios sempre serão condenados e que não adianta brigar, a corda sempre arrebenta pelo lado dos mais fracos.


“As provas estão nos autos de minha defesa. Não devemos ser omissos e muito menos aceitar a criminalização dos nossos povos, mesmo que essa atitude custe um preço alto. Se for crime falar a verdade e defender os nossos direitos, a dignidade e respeito, que nos condenem a eternidade” - finaliza Sebastião Haji Manchinery. 

Nenhum comentário

Postar um comentário

 
Copyright © 2016 todos os direitos reservados a Desenvolvido por Jonas Gonçalves.