Em viagem pelo Nordeste, Lula lança desafio à Lava Jato

sexta-feira, 1 de setembro de 2017
Relembrando seu passado como retirante e defendendo as políticas sociais do PT, o ex-presidente Lula, ao passar com sua caravana pelo município de Ouricuri, em Pernambuco, ressaltou o Bolsa Família e o Programa Cisternas.

Em seu discurso, ele também não poupou críticas ao presidente Michel Temer (PMDB). "Quem mora na Avenida Paulista, quem mora em Copacabana, não sabe o valor de uma cisterna para um sertanejo", disse.
O ex-presidente afirmou que a "elite perversa" do país incomoda-se com os "pobres" que passaram a frequentar os aeroportos em seu governo. Lula afirmou que Dilma Rousseff foi afastada do poder "porque o PT estava mostrando que o pobre não quer morar na senzala". 
O petista também atacou a Operação Lava Jato. Para ele, há uma tentativa de impedir sua candidatura. O ex-presidente lançou um desafio para a "Polícia Federal, o Ministério Público e o juiz [Sergio] Moro: apresentar um real de desvio". O petista afirmou que, se for encontrado, ele irá pedir desculpas. Contudo, "se não for encontrado, como eles não encontraram, [queria] que eles pedissem desculpas pra mim".
O petista está em caravana desde o dia 17 de agosto e encerra o périplo em 5 de setembro, em São Luís, no Maranhão. Entretanto, o PT cogita levar a caravana para outras regiões do Brasil. 

Nenhum comentário

Postar um comentário

 
Copyright © 2016 todos os direitos reservados a Desenvolvido por Jonas Gonçalves.