Procurador da Lava Jato revela convite para reunião no Jaburu

segunda-feira, 14 de agosto de 2017
encontro entre o presidente da República, Michel Temer, e a procuradora-geral nomeada, Raquel Dodge, às 22 horas do último dia 7, no Palácio do Jaburu, fora da agenda presidencial, continua repercutindo negativamente.

Nesta segunda-feira (14), foi a vez de o procurador Carlos Fernando dos Santos Lima, membro da Lava Jato, criticar a atitude da substituta de Rodrigo Janot. A avaliação foi feita por ele durante evento em que iria ministrar palestra, São Paulo.
Além de se posicionar de forma contrária, Carlos Fernando ainda revelou que, no dia do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, no ano passado, os membros da força-tarefa foram convidados para uma reunião no Jaburu, onde vivia Michel Temer, então vice-presidente do País. As informações são da IstoÉ.
O procurador afirmou que o convite foi recusado, justamente por não constar na agenda oficial de Temer. “Tenho para mim que encontros fora da agenda não são ideais para nenhuma situação de um funcionário público. Nós mesmos às vésperas, no dia da votação do impeachment, fomos convidados a comparecer no Palácio do Jaburu à noite e nos recusamos porque entendíamos que não tínhamos nada o que falar sobre o eventual presidente do Brasil naquele momento”, disse.

Nenhum comentário

Postar um comentário

 
Copyright © 2016 todos os direitos reservados a Desenvolvido por Jonas Gonçalves.