Doutor Camargo - Chefe de Gabinete foi investigado pelo Gaeco

segunda-feira, 3 de abril de 2017

As informações da investigação do Gaeco, estão disponível 

no site do jornalista Ângelo Rigon..
O cidadão que atende por nome de Clecimar Zaparoli e que ocupa uma das mais importantes funções da administração em Doutor Camargo, já fez parte de uma quadrilha que tinha o intuito de falsificar documentos para agilizar processos no Detran e conseguir resolver problemas junto ao órgão no estado do Paraná.

Foi o que apontou uma investigação pelo Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado, Gaeco.

A fraude envolvia despachante, um policial militar e o dono de uma auto escola. Segundo escuta, foi comprovado que todos agiam as margens da lei, com vontade própria e consciente, portanto todos contribuirão de forma solidária.

A quadrilha fraudava registro de pontuação de multas e inflações de trânsitos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH) adulterando documentos em processos de habilitação perante órgãos do Detran, direcionando exames médicos e oftalmológicos para a renovação de habilitação. Com os desvios de finalidades, também falsificaram documentos públicos e particulares para inserir informações não verídicas aos bancos de dados do Detran do Paraná e São Paulo.

No caso do chefe de Gabinete, Clecimar Zaparoli, que atende pela alcunha de Zapa, respondeu nos autos do processo por Falsidade Ideológica na declaração falsa em processo do Detran/PR, do endereço de um cidadão que morava em Ponta Grossa, mas que a declaração de endereço constava residencia no município de Santa Fé, Paraná, na renovação de uma habilitação e que teve a assessoria de um despachante de Maringá.

O processo completo, a época, foi publicado com exclusividade pelo jornalista Ângelo Rigon. Para quem tiver interesse veja a copia do processo,  https://issuu.com/angelorigon/docs/denuncia_maringa





Nenhum comentário

Postar um comentário

 
Copyright © 2016 todos os direitos reservados a Desenvolvido por Jonas Gonçalves.