Comandante-geral da PM diz que execuções são 'compreensíveis'

domingo, 2 de abril de 2017
O comandante-geral da PM, coronel Wolney Dias, informou que não irá afastar o comandante do 41º BPM (Irajá), apesar da execução de dois homens registrada em vídeo por policiais militares do batalhão. O crime ocorreu em Acari, na Zona Norte do Rio.

"Não avalio como erro do comando. O comandante não irá ser afastado por isso. O que vamos fazer é intensificar as nossas abordagens de tiros e melhorar o treinamento baseado no relatório de vitimização policial, estudo que estamos fazendo".
Na avaliação do comandante-geral, o vídeo da execução de suspeitos em frente à escola o "chocou", mas que compreende a decisão, informou o Dia.
“Claro que não concordo. Mas é humanamente compreensível baseado no estresse que esses policiais vivem. Esse ano foram 46 policiais mortos. O PM já atua sob fortíssimo estresse. Estamos em uma guerra, em que o policial atua sob risco de morrer. O vídeo que circulou de um policial agonizando no chão, sem ser socorrido, criou um abalo e grande impacto nos policiais que estão na linha frente”, disse.

Nenhum comentário

Postar um comentário

 
Copyright © 2016 todos os direitos reservados a Desenvolvido por Jonas Gonçalves.