Procon abre investigação para apurar corte de energia irregular

O Procon de Maringá abriu termo de investigação contra a Copel para apurar suposto descumprimento da lei estadual 14.040/2003, que proíbe o corte de luz, decorrente da falta de pagamento de fatura, às sextas, sábados, domingos, feriados, e no último dia útil que antecede o feriado. Com a instauração do termo, a Copel terá que se manifestar, dentro de 10 dias após o recebimento do termo, e apresentar relatório dos cortes de luz nos últimos 65 meses.

O coordenador do Procon de Maringá, Rogério Calazans, explica que a medida foi motivada pelas contantes reclamações de usuários sobre a irregularidade e alerta que havendo o corte de luz, o consumidor tem o direito de ter o serviço imediatamente restabelecido, sem a necessidade do pagamento da fatura que originou o desligamento de energia. Pelo mesmo motivo é proibido o corte de fornecimento de água.
Share on Google Plus

About Julio Take

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários :

Postar um comentário