Defesa de Lula entra com representação contra delegado da Lava Jato

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017


A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva entraram com uma representação contra o delegado Igor Romário de Paula. Os advogados pedem, que  o procurador-geral da República averigue a declaração feita pelo delegado – em entrevista a imprensa nacional, ele afirmou que o petista deveria ser preso entre 30 e 60 dias.  

Os advogados de Lula alegaram que a declaração faz com que haja violação dos direitos constitucionais de Lula, um “comportamento que fere a ética e a responsabilidade institucional da Polícia Federal”.  
Através de uma nota, os advogados do ex-presidente explicaram que o “arroubo midiático do delegado ignorou o estado de dona Marisa Leticia, em coma após o AVC que sofreu, um total desrespeito à sua condição. Registra-se que esse é mais um de vários abusos cometidos pela operação contra Lula e seus familiares”.  
Como apurou a reportagem, a representação contra o delegado Igor Romário de Paula é ainda assinada por outros profissionais de Direito.  

Nenhum comentário

Postar um comentário

 
Copyright © 2016 todos os direitos reservados a Desenvolvido por Jonas Gonçalves.