A segurança alimentar no ambiente escolar foi tema de manifestações no Plenário da Assembleia

Rosane Nascimento, presidente do Conselho Nacional
 de Nutrição. / Foto: 
Pedro de Oliveira/Alep
A segurança alimentar no ambiente escolar foi o tema abordado pela presidente do Conselho Regional de Nutrição da 8ª Região (CRN-8), Maria Emília Daudt von der Heyde, e pela presidente do Conselho Federal de Nutrição (CFN), Rosane Nascimento, no início da sessão plenária dessa segunda-feira (4), na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep).
 Durante seu discurso, Maria Emília ressaltou que alimentação e nutrição são fatores importantes na promoção da saúde e afirmou que para crianças e adolescente a oferta de alimentos saudáveis contribui decisivamente para que o potencial de crescimento e desenvolvimento possa ser plenamente alcançado.
“O ambiente escolar é um local privilegiado à promoção de ações de saúde. Os alunos passam parte importante de seu tempo nele. Sendo assim, a alimentação escolar tem grande importância, não somente por possibilitar que o aluno faça uma refeição, mas também por promover práticas e hábitos alimentares saudáveis”, disse.
A presidente do CRN-8 também afirmou que a adesão efetiva à alimentação escolar pode ser ampliada com a promoção de condições necessárias para seu fornecimento, como a disponibilização de espaços adequados nos refeitórios, cardápios adequados e condições melhores de distribuição dos alimentos preparados.
“Além disso, é preciso estabelecer legislações que regulamentem a comercialização dos alimentos não só nas cantinas escolares, mas no entorno escolar, dificultando assim acesso dos estudantes a alimentos que podem causar prejuízos à saúde”, alertou Maria Emília.
Rosane Nascimento, presidente do Conselho Federal, que também falou na tribuna no início da sessão plenária, afirmou que a educação pode surtir um efeito positivo na formação de hábitos alimentares.
 “Se não tomarmos providências, teremos uma geração com problemas de má alimentação que poderiam ser facilmente evitados. É preciso refletir sobre isso e ver de que forma essa Casa Legislativa pode, de alguma forma, dar respostas a essa situação”, apontou Rosane.
Desafio - O deputado Péricles de Mello (PT), que, ao lado do deputado Chico Brasileiro (PSD), foi proponente da participação das nutricionistas na sessão desta segunda-feira, classificou o tema da segurança alimentar no ambiente escolar como um dos grandes desafios da sociedade paranaense.
 “O Conselho Regional de Nutrição vem trabalhando no sentido de garantir a maior qualidade da alimentação escolar servida na rede estadual e tem demonstrado preocupação, assim como nós deputados, com a não aplicação da Lei estadual 16.523/2010, que prevê a contratação pelo Estado de um nutricionista para cada grupo de 3.000 estudantes. Além disso, hoje a Secretaria de Estado da Educação tem apenas quatro nutricionistas em seu quadro, para quase um milhão de estudantes. Então temos que unir forças para oferecermos uma alimentação de melhor qualidade às nossas crianças e adolescentes”, disse o parlamentar, que é um dos coordenadores da Frente Parlamentar de Segurança Alimentar e Nutricional da Alep.
Share on Google Plus

About Agência de Noticia News

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.