CP considera improcedente denúncia contra Gari

Reunião na câmara municipal, hoje a tarde.
A Comissão Processante (CP) que analisou a possível quebra de decoro do vereador Luizinho Gari (PP) julgou a denúncia improcedente. Nesta tarde (14), Márcia Socreppa (relatora) anunciou o relatório preliminar obtendo o apoio dos vereadores Mário Verri (presidente) e Ulisses Maia (membro).
 O documento será encaminhado à presidência da Câmara Municipal que agendará data e horário para a sessão de julgamento do relatório pelo plenário.
 Luizinho Gari havia sido denunciado pela coordenadora do Fórum Maringaense de Mulheres, Tânia Tait por descumprir a medida protetiva que vigorava em favor da ex-esposa Camila de Lima. Como resultado ficou preso por 11 dias, no final de março, no 4º Batalhão da Polícia Militar.
 A Comissão Processante foi instalada no dia 18 de abril e, desde então, reuniu documentos e ouviu testemunhas.


Assessoria de imprensa CMM – 14/06/2016
Share on Google Plus

About Agência de Noticia News

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.