Comissão obriga ministério a definir regras para riscos ocupacionais biológicos

Zeca Ribeiro/Câmara dos Deputados
Dr. Jorge Silva
Dr. Jorge Silva estende a regulamentação a todos os riscos ocupacionais de origem biológica, incluindo todos os microrganismos (bactérias, fungos e vírus)
A Comissão de Seguridade Social e Família aprovou projeto que obriga o Ministério do Trabalho e Previdência Social a estabelecer regras complementares para a prevenção dos riscos ocupacionais de natureza biológica (PL 1621/15).
A proposta é de autoria do deputado Walter Alves (PMDB-RN). A versão original trata apenas da adoção de normas para prevenção do tétano entre os trabalhadores da agricultura, da construção civil e do processamento de resíduos sólidos.
Nova versão
O relator do projeto na comissão, deputado Dr. Jorge Silva (PHS-ES), optou por estender a regulamentação para todos os riscos ocupacionais de origem biológica, o que inclui todos os microrganismos (como bactérias, fungos e vírus).
Segundo ele, a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT - Decreto-Lei 5452/43), que é alterada pelo PL 1621/15, traz regras detalhadas para a prevenção de riscos físicos e químicos. Em relação aos riscos biológicos, a norma é menos precisa. “A CLT prevê apenas a profilaxia de endemias. Parece-nos necessário ampliar seu foco, englobando os demais riscos biológicos, atualmente negligenciados”, disse Dr. Jorge Silva.
Tramitação
O projeto tramita em caráter conclusivo e será analisado nas comissões de Trabalho, de Administração e Serviço Público; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.


ÍNTEGRA DA PROPOSTA:

Reportagem - Janary Júnior
Edição – Regina Céli Assumpção

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'
Share on Google Plus

About Agência de Noticia News

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.